0

MVA – Migrando VMs de VMware para Hyper-V e Microsoft Azure

Foi disponibilizado o MVA – Migrando VMs de Vmware para Hyper-V e Microsoft Azure, onde participei no desenvolvimento deste projeto junto com o MVP Rafael Bernardes.

O treinamento ensina como migrar suas maquinas virtuais em ambiente VMware para o Hyper-V ou Microsoft Azure.

Clique na imagem abaixo para ir direto para o link do MVA:

Bons estudos e até a próxima.

0

MVA – Implantando e administrando um Cluster de Failover com WS 2012 R2 e System Center 2012 R2

Foi disponibilizado o MVA - Implantando e administrando um Cluster de Failover com WS 2012 R2 e System Center 2012 R2, onde participei no desenvolvimento deste projeto junto com o MVP Rafael Bernardes.

O treinamento aborda os conceitos de um Cluster Microsoft com Windows Server 2012 R2 e como fazer a administração via Windows Server e System Center.

Clique na imagem abaixo para ir direto para o link do MVA:

Bons estudos e até a próxima.

[ ]’s

0

Bloqueando a distribuição de DHCP na VM do Windows Server 2012 com Powershell

Introduzimos um recurso muito interessante no Hyper-V do Windows Server 2012,
e o bloqueio de oferta de DHCP (DhcpGuard) em uma VM, evitando assim que algum
engraçadinho, habilite em seu ambiente de Desenvolvimento o serviço de DHCP, e este
recurso e feito já no Hyper-V 2012 sem que haja a necessidade de seu Switch possua
DHCP Snooping, realizando diretamente em sua VM, tornando assim nosso ambiente
virtual mais seguro.

2553.hsg-4-12-13-1

Para habilitarmos este recurso e bem simples que pode ser feito através do Hyper-V ou
por Powershell para automatizar em todas as VMs em execução.

DHCP01

Executando o PowerShell como Administrador, vamos buscar todas nossas VMs e já
habilitar o DHCP Guard:

Get-VM * | Set-VMNetworkAdapter -DhcpGuard On

DHCP02

Como podemos ver na imagem acima, foi habilitado o DhcpGuard.

Espero ter ajudado.

[ ]‘s

0

Configurando Compatibilidade de Processador para Migração no Windows Server 2012 com Powershell

É comum hoje em ambientes virtuais, existirem arquitetura diferentes de processadores
em nossos Hosts Hyper-V, e com isso em um ambiente em Cluster de VMs não e efetuado
o Live Migration com sucesso, para contornarmos essa situação e necessário seguir os
seguintes passos abaixo:

Executando o Powershell como Administrador vamos verificar a Compatibilidade de
Migraçãor:

Get-VMProcessor *

VMP01

VMP00

Nas imagens acima verificamos que todos nosssas VMs estão com a Compatibilidade desabilitada.

Para que seja habilitado a Compatibilidade é necessário que seja Desligada todas as VMs
e executado a alteração no Hyper-V, para isso vamos automatizar o processo com PowerShell:
Desligar as VMs -> Habilitar a migração -> Ligar as VMs

Get-VM * | Stop-VM

Get-VM * | Set-VMProcessor -CompatibilityForMigrationEnabled $true

Get-VM * | Start-VM

Podemos salvar script Powershell mostrado acima e executar um em
cada  em nosso ambiente Hyper-V.

VMP02

VMP03

Como resultado, podemos ver nas imagens acima que todas as VMs, foram habilitadas
para ter Compatibilidade de Migração com arquitetura diferentes.

Espero ter ajudo.

[ ]‘s

0

Criando Máquinas Virtuais no Hyper-V do Windows Server 2012 com Powershell

Windows-Server-2012-Logo1-300x60

Na criação de VMs no Hyper-V do Windows Server 2012, não temos alguns limites que existia
na versão anterior do Hyper-V podemos destacar algumas melhorias:

LimitsHyper-V

Introduzimos uma alocação de 1TB de memória por VM e um novo formato de VHD para
VHDX com um limite de 16TB por VM podemos ver abaixo as melhorias do novo formato:

LimitsHyper-V2

Criando um  Virtual Disk

New-VHD -Path “D:CAMINHONOMEDOVHD.vhdx” -SizeBytes (TAMANHOEMMB) -Fixed

Neste cenário está sendo criado como disco -Fixed (Fixo) recomendado para ambientes
de Produção, caso seja em Laboratório e aplicações com baixo IOPS pode ser utilizado
como -Dynamic (Dinâmico, crescimento a medida que vai aumentando o volume de dados).

Criando a Virtual Machine

New-VM -Name “NOMEVM” -VHDPath “D:CAMINHONOME.vhdx” -MemoryStartupBytes (MEMORIAMB) -SwitchName “NOMESV” | Set-VMProcessor -Count “QUANTIDADEVP”

Estamos criando uma maquina virtual e anexando o VHDX criado acima, e definindo
a quantidade de memória em MegabaBytes, e escolhendo o Switch Virtual que
vamos utilizar, foi acrescentando o pipe para definir a quantidade de processadores na VM.

VM1

Como podemos ver na imagem abaixo foi criada a VM com sucesso.

VM2

Até um próximo post.

[ ]‘s

0

Instalando e configurando o Hyper-V do Windows Server 2012 com Powershell

Arquitetura do Hyper-V “3.0″ do Windows Server 2012

ArchiPode ser baixada toda a Documentação de Arquitetura no link abaixo:
Windows Server 2012 Hyper-V Component Architecture Poster and Companion References

Novos limites e comparação com outros Hypervisors, como podemos ver nas tabelas abaixo:

w2008r2comp

hypervcomp

hypervcomp3

Principais novos recursos e melhorias:

Como vimos, os novos recursos e funcionalidades presentes fazem dele um poderosíssimo
Hypervisor altamente preparado para Cloud (Nuvem) juntamente com a suíte do
System Center 2012.

image2

Versões do Windows Server 2012 que podemos instala-ló:

2Sim, é FREE (Grátis) o Hyper-V Server 2012 e contém TODOS os Recursos que temos
na versão do Hyper-V do Windows Server 2012.

Pré-requisitos da instalação:

1

Instalando o Hyper-V no Windows Server 2012

Com o Windows Server 2012 instalado, inicie o Powershell e execute o comando:

Install-WindowsFeature Hyper-V -includeManagementTools -restart

HV1

Como podemos ver na imagem abaixo foi instalando a função de Hyper-V:

HV2

Configurando diretório padrão de Armazenamento dos VHDs e VMs do Hyper-V

Set-VMHost -ComputerName “Nome do Servidor” -VirtualHardDiskPath “D:Hyper-VVirtual Hard Disks”

Set-VMHost -ComputerName “Nome do Servidor” -VirtualMachinePath “D:Hyper-V”

Substitua os campos com “” pelo nome do seu Servidor e Diretórios padrões.

HV3

Criando Switch virtuais no Hyper-V

Temos no Hyper-V o seguinte tipos de Switch virtuais:

VSInicie o Powershell e execute o comando:

New-VMSwitch -Name “External Network” -NetAdapterName “Ethernet 2″ -AllowManagementOs $false

Neste cenário estamos criando um Switch virtual como External com o nome de
“External Network” na interface rede “Ethernet 2″ e Desabilitando o opção de
Gerenciamento pelo SO, por termos mais de UMA interface, caso tenha somente
uma interface de rede utilizar a variável $true para habilitar o gerenciamento.
Substitua os campos com “” com os de seu cenário.
Como podemos ver na imagem abaixo foi criado o Switch Virtual.

HV4

VS_

Referências: Technet Hyper-V 
Ben Armstrong, Hyper-V Program Manager
Leandro Carvalho, MVP Virtual Machine

[ ]‘s

0

Habilitando e Removendo GUI do Windows Server 2012 com Powershell

Um recurso, muito interessante que temos no Windows Server, e a possibilidade de remover
a qualquer momento a interface gráfica, através do recurso (Feature on Demand) é a qual
não existia nas versões anteriores do Windows Server, agora permite remover a GUI
(Graphical User Interface) em poucos minutos com apenas um reiniciar.

No Windows Server 2012 temos desde a instalação do Server Core a Desktop Experience.

DE_SGS_MSI_SC

  • Server Core

E um recurso que começou no Windows Server 2008 onde era possível fazer a instalação do
Server Core, mas não tinha a possibilidade de adicionar e remover a qualquer momento sua
Interface; resumindo consiste de um versão reduzida da plataforma Server onde otimizamos
seus recursos: instalação com apenas 4GB de armazenamento ou menos, fator muito
importante redução da superfície de ataque por que não há interface gráfica, diminui a
utilização de serviços em execução aumentando a otimização de memória e arquivos de
paginação, e um grande fator relevante a redução de atualizações do Windows,
reduzindo um total de 40 á 60%, e agora e a Instalação padrão do Windows Server 2012.

Podemos ter instalado na versão Server Core as seguintes Roles:

SV

Reduzimos a reinicialização do Windows, como podemos ver na tabela abaixo:

IC591218

Gerenciamento remoto através do RSAT com (Interface Gráfica) no Windows 8 ou
Server Manager de outro servidor, local e remoto como podemos ver na tabela abaixo:

Management

Removendo a interface gráfica

Executando o Windows como administrator, execute o Powershell e insira o seguinte comando:

Uninstall-WindowsFeature Server-Gui-Mgmt-Infra,Server-Gui-Shell -restart

C1

Apos alguns minutos será reiniciado e o Server Core está instalado,como podemos ver
na imagem abaixo:

C2

  • Server Minimal Interface

Diferente do Server Core temos o Server Minimal Interface, executado a interface minima, onde
permite executar o MMC (Microsoft Management Console) e Server Manager, e alguns itens
do Painel de controle e todos os outro recursos de Gerenciamento que temos no Server Core.

Instalando o Server Minimal Interface
Com a versão Server Core instalada, executamos o Powershell e inserimos o comando:

Install-WindowsFeature Server-Gui-Mgmt-Infra -restart

C3

Apos alguns minutos será reiniciado e o Server Minimal Interface está instalado, e em
execução o Server Manager como podemos ver na imagem abaixo:

C5

  • Interface gráfica

A versão com a GUI (Graphical User Interface) instalação convencional do Windows Server 2012.
Podemos adiciona-lá novamente à qualquer momento.

Com a versão Server Core instalada, executamos o Powershell e inserimos o comando:

Install-WindowsFeature Server-Gui-Mgmt-Infra,Server-Gui-Shell -restart

C6

Apos alguns minutos será reiniciado e o GUI está instalado, como podemos ver
na imagem abaixo:

C7

Referências: Building an Optimized Private Cloud using Windows Server “8” Server Core
Server Core for Windows Server 2012 (Windows)

Até um próximo post.

[ ]‘s

0

Configurações iniciais do Windows Server 2012 com Powershell

Boa tarde,

No ultimo post ensinei à como automatizar a instalação do Windows Server 2012 com o
Autounattend
, caso não teja visto pode ver AQUI

Utilizando os comandos do Windows Powershell para Administração básica e tarefas diárias
pode salvar um bom tempo em nosso dia-a-dia.

Após a instalação do Windows Server 2012, precisamos realizar algumas configurações
básicas como Renomeio do Computador, configuração de ip, Adicionar no domínio, e outras,
para agilidade podemos automatizar essas configurações com Powershell.

  • Renomear nome do Computador

Rename-Computer “SVR1″ -restart

Substituir o campo com “” pelo novo nome do servidor e usando o parâmetro -restart para reinicar.

  • Configurando ip estático

New-NetIPAddress -IPAddress “192.168.0.2″ -InterfaceAlias “Ethernet” -DefaultGateway
“192.168.0.254″ -AddressFamily IPv4 -PrefixLength 24

Substituir os campos com “” pelo os dados de suas rede:
-IPAddresss = Endereço de ip
-InternetAlias = Nome do adaptador,
-DefaultGateway = Endereço do seu gateway ou roteador
-PrefixLenght = Prefixo de sua mascara de rede.

  • Configurando o DNS do adaptador de rede

Set-DnsClientServerAddress -InterfaceAlias “Ethernet” -ServerAddresses “192.168.0.1″

Substituir os campos com “” pelo os dados de sua rede:
-InterfaceAlias = Nome do adaptador de rede
-ServerAddress = Endereço ip do servidor de DNS.

  • Adicionar computador no domínio

Add-Computer -DomainName “maia.local” -restart

Substituir o campo com “” pelo nome FQDN de seu domínio e o parametro -restart para reinicar.

  • Habilitando o Remote Desktop

cscript C:WindowsSystem32Scregedit.wsf /ar 0

  • Habilitar a execução de Scripts (.ps1) do Powershell no Windows, que por padrão
    vem bloqueado.

Set-ExecutionPolicy unrestricted

Set-Confirmando a liberação, usando a tecla Y.

Para finalizar podemos criar um arquivo .ps1 (PostScript File) e personalizar para ganharmos
tempo durante as configurações inicias.

Espero ter ajudado

[ ]‘s

1

Instalação autonôma do Windows Server 2012

Windows-Server-2012-Logo1-300x60

Boa noite,

Neste artigo vou ensinar como fazer a Instalação autonôma do Windows Server 2012, com a
pretensão de automatizar o máximo possível a instalação do WS2012 utilizando o Autounattend
que e um arquivo .XML que cóntem sequencias pré-selecionadas durante a instalação
(sem aqueles chatos Next, Next..) estou disponibilizando o arquivo pré-configurado do
Autounattend (Arquivo Resposta) que pode ser baixado no meu Skydrive AQUI.
(Arquivo suportado para o Windows Server 2012 Standard/Datacenter).

Para construção do utilizei a ferramenta Windows ADK (Assessment and Deployment Kit)
que pode ser baixada AQUI e deve ser instalado os seguintes itens conforme à imagem abaixo
e personalizar toda sua Implantação do Windows Server 2012.

7-7-2012 1-41-15 PM
Para facilitar o processo de automação crie no arquivo Autounattend os seguintes parâmetros:

  1. Define as configurações regionais do en-US (pode ser alterado para pt-BR).
  2. Define um nome aleatório para o Servidor (similar ao processo de instalação do Windows Server 2008 R2).
  3. Define o fuso horário de Brasilia.
  4. Pula a chave de ativação do Windows Server que pode ser ativado após a instalação
    ou inserir no arquivo Resposta.
  5. Aceita a tela com os termos de uso do Windows.

Esse arquivo pode ser usado no seu ambiente com as seguintes opções para sua automatização:

  •  Instalação Limpa do Windows Server, apos realizar as configurações padrões de
    seus servidores executar no command para inserir o Autounattend:
    Sysprep /generalize /oobe /unattend:E:NOMEARQ.XML
    A fim de ter um Template padrão para implantação do Windows Server 2012.
  • Windows Deployment Services (WDS) inserir o Autounattend para automatizar
    a instalação de SO.
  • Virtual Machine Manager Template (VMM) inserir o Autounattend para automatizar
    a instalação de suas VMs.

Maiores informações: http://technet.microsoft.com/en-us/library/hh831620.aspx

Espero ter ajudado e até o próximo post.

[ ]‘s

0

Executando o Live Migration com Windows PowerShell no Windows Server 2008 R2

Objetivo:

Neste post, vou ensinar como executar o Live Migration do Windows Server 2008 R2
em um ambiente com Failover Cluster do Hyper-V usando o Windows PowerShell

Procedimentos:

1.  No servidor nó 2, clique em Start e execute o Windows PowerShell.

2. Instale o módulo de Failover Cluster no PowerShell, como mostrado na imagem abaixo:

Import-Module FailoverCluters

3. Verificando informações do nó Cluster, como mostrado na imagem abaixo:

Get-ClusterNode

4. Verificando informações dos Grupos de Cluster, como mostrado na imagem abaixo:

Get-ClusterGroup

5. Realizando o Live Migration da VM para outro nó, como mostrado na imagem abaixo:

Get-Cluster “Nome do Cluster” | Move-ClusterVirtualMachineRole -Name “Nome da VM” -Node “Nome do nó de destino”
Nome do Cluster = ClusterHv

Nome da VM = SRV2
Nome do nó de destino = SRV-HV02

5. O Live Migration foi realizado com sucesso, como mostrado nas imagens abaixo:

Processo bem simpes.

Mais informações de cmdlets que podemos utilizar no PowerSheell:
http://technet.microsoft.com/en-us/library/ee461009.aspx

Até a próxima.

[ ]‘s.